No Sopé da Montanha o Arbusto Verga mas não Quebra

Todas as Descrições são Pecaminosas

sábado, março 17, 2012

Ausência


Em tempos, companheiro
de meus males e espantos
Hoje, num passo hesitante
pouco mais que visitante

E nas esquinas da vida
Faço o quê contigo?
Ponto final da estrada,
Ou reinventar uma entrada?

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home