No Sopé da Montanha o Arbusto Verga mas não Quebra

Todas as Descrições são Pecaminosas

quinta-feira, novembro 22, 2007

Amores Meus


No tempo e no espaço
Quantos de mim,
Distantes estão
Onde era Amizade
Estima, carinho
Elos do coração
Afectos …
Onde, ora estarão?

Fizeram-me acreditar
No Mais doce sonho
palavras loucas
De tão ocas, tontas

Lixo me consideraram
Pelas ruas mendiguei
E de tanto pensar
Que tal havia por mal
Por becos e becos Caminhei
Sossêgo à alma encontrar
Na inquietude de mim
Aos livros retornei
E aí sim,
Senti-me alguém.
21/11/07

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home