No Sopé da Montanha o Arbusto Verga mas não Quebra

Todas as Descrições são Pecaminosas

segunda-feira, abril 02, 2007

Meu Sol

Minha Estrela do Oriente
Filho meu a vida me deu
Predestinei-te
para mais além
E ficaste tão aquém
Foras sábio
Tua origem saberias
Tua mãe, me sentirias
discernir o Afecto de mãe
É tudo o que alguém tem
Teimas em ser "zé ninguém"
Não distingues quem é quem
Chorarás mais do que ninguém
Sentindo-te orfão,
de Mãe
Sirva de Consolo para Ti,
Que te Quero Bem
São canseiras dobradas
Origens renegadas
2/4/o7

4 Comments:

  • At 5/4/07, Blogger }}cleopatra{{ said…

    Olá Juvelina!

    Tenho pena que o meu filho não leia estas palavras e as entenda tão bem quanto eu...
    Nós tudo fazemos para que eles sejam alguém, mas não é facil!
    Ainda resta a esperança...

    Quero também agradecer, porque nunca é demais, todo o teu carinho demonstrado em lindas e sábias palavras. Obrigada!

    Um boa Páscoa e um beijinho dos meus... soprado.

     
  • At 5/4/07, Blogger }}cleopatra{{ said…

    Juvelina

    Mais uma vez aqui
    Mais uma vez a agradecer...

    "Sirva de Consolo
    para Ti
    Que te Quero Bem"

    OBRIGADA!

     
  • At 6/4/07, Anonymous Tixinha said…

    Aqui fica um beijinho da tua filha que não chegou a sábia mas vai lutando para lá chegar.

    Boas páscoas*

     
  • At 9/4/07, Anonymous rosa maria said…

    Não imaginas, o quanto eu te entendo...:(
    Fica um beijo

     

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home