No Sopé da Montanha o Arbusto Verga mas não Quebra

Todas as Descrições são Pecaminosas

sábado, fevereiro 03, 2007

Raio de Luz



Dois pratos na mesa
Antes eram três
Uma cama que se desfez
Uma luz apagada

Um coração sofrido
Uma ausência dorida
Uma Lágrima contida
Uma noite fria

Três pratos na mesa
Uma cama que se fez
Um raio de luz
A Casa incandesceu

Um coração palpitante
Uma alegria cativante
teus olhos nos meus
Teu Ser perto do meu
Um rio de emoção
Faz-me sentir o céu
3/2/07

6 Comments:

  • At 3/2/07, Blogger Lindona said…

    Bonita a tua escrita, um pouco triste também, não?

     
  • At 5/2/07, Blogger Maria said…

    Gostei... mas fiquei sem saber qual é o verso primeiro...
    Beijo

     
  • At 5/2/07, Blogger ju said…

    Saudosista?

     
  • At 7/2/07, Blogger }}cleopatra{{ said…

    Olá Juvelina!
    Mais um poema cheio de sentimento!
    A diferença que faz a presença/ausência de alguém na nossa vida...
    Pois é... faz toda a diferença!!

    Um beijinho soprado

     
  • At 7/2/07, Blogger JuvePP said…

    Obrigada pelas tuas sábias palavras
    beijinhos

     
  • At 7/2/07, Blogger JuvePP said…

    Queria eu dizer, Cleo, que nada como o saber de experiência feito

     

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home