No Sopé da Montanha o Arbusto Verga mas não Quebra

Todas as Descrições são Pecaminosas

segunda-feira, setembro 11, 2006

Fazes-me Falta


Faço uma pausa
Sinto a ausência do teu olhar
Faz-me falta o brilho do teu olhar
Os olhos que aos meus sorriam
E tudo percebiam
Faço uma pausa
Sinto o silêncio da tua voz
Faz-me falta o som da tua voz
As conversas de coisa nenhuma mas nossas
Faço uma pausa
Sinto a tua imensa falta
Os meus dias iluminados
minhas noites estreladas
Faço uma pausa
Já não sinto
Já não vejo
Tenho sede
Do olhar que o meu entendia
Da voz cansada
de afecto e ternura carregada
Faço uma pausa
Tudo é mais sombrio
Tudo é mais cansativo
Tudo é mais longínquo
Quando virão teus olhos sorrir aos meus
11/9/06

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home