No Sopé da Montanha o Arbusto Verga mas não Quebra

Todas as Descrições são Pecaminosas

domingo, maio 06, 2007

Dia da Mãe



A todas as mães esquecidas
Quantos momentos sentidos
Como vidas perdidas

Coração de mãe
Treme, balança pelo seu maior bem
Filho seu, é tudo o que na vida tem

Tu, tu aí que me ouves, me escutas
Parece-te bem, iludir teu maior bem?

Nada na alma te diz,
Nela estar tua raiz?

Repara bem, no olhar de mãe …
carinho, colo, desassossego
Ternuras, mimo, Amor
É só o que ele contém

Coração de mãe
Não o subestimes
Não o substituas
Pelo de ninguém

Mea culpa, mea culpa, no meio de ambições
Esquecemos os nossos corações)

2 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home