No Sopé da Montanha o Arbusto Verga mas não Quebra

Todas as Descrições são Pecaminosas

segunda-feira, janeiro 16, 2006

Crescer
A casa está vazia
Apagada a luz do teu quarto
Reina um silêncio de vazio
Que me quebranta a alma

Não há luz
Não há chama
Não há vida
Nada sabe a coisa nenhuma

Nada há que me faça sentir
Mais do que mero robot
Programado para uma vidinha
Fria
Cinzenta
Nebulada
Antecâmara entre o tudo e o nada

Tudo é menos de nada
Tudo é cinzento, nublado
Tudo é uma rotina apagada
Tudo é uma mera vidinha

Virás um dia
Remoçar meus dias

1 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home